BEM VINDOS!

Os guerreiros da paz são um sonho meu, não dificil de realizar, embora trabalhoso, de criar uma página onde quem tenha pouco tempo, pouca paciência ou pouco dinheiro mas boa vontade e sentido de missão e "dever moral" se possa rever, possa ajudar a moldar um mundo mais justo, com menos dor: venha ela dos seres humanos, dos animais ou até da natureza/ambiente.


Não precisa mais que isso: boa vontade, alguns segundos por dia ou por semana, para vir aqui dar o seu pequeno contributo, pequeno não é insignificante porque todos podemos fazer alguma coisa, nem que pouco seja: todos juntos faremos a força!



é uma página de activismo e consciencialização on-line, também de informação sobre temas úteis ao planeta e a vida nele.



Há muitas formas simples de ajudar on-line: clicar para doar (sem dar dinheiro) , informar-se e consciencializar-se, assinar petições e protestos, enviar cartas e e-mails de protesto e apelos etc.

O espirito que busco nesta página, que já vem do tempo do HI5, é um espirito de luta NÃO VIOLENTA NEM BELICISTA claro! espirito de luta pacifica pelo bem. Garra, inconformismo com a miséria a dor e falta de esperança: é essa a nossa «luta» que toda a guerra , mesmo que digam que é pela paz, nunca é pela paz, nem de paz , nem traz paz!

Sigam o blogue e convidem amigos. Um abraço.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

PETIÇÕES QUE TODOS OS PORTUGUESES DEVERIAM ASSINAR

Em anos e anos de incêndios florestais, nunca houveram medidas sérias ou estudos sérios para travar a dramática devastação da nossa floresta. Talvez porque as árvores não gritam, não choram e sobretudo não votam, o povo tem deixado que isto aconteça ano após ano, governo corrupto após governo corrupto...o dinheiro do erário público é desbastado em negócios de obras públicas faraónicas e 2 e 3 estradas para um mesmo local e no entanto para os bombeiros ou para políticas sérias de combate aos incêndios e respectiva prevenção não se vê ir o que o que povo paga de impostos justificaria. Afinal também para a protecção ambiental se pagam impostos! Por vezes assistíamos a ajudas a perdas materiais humanas, muitas delas importantes, como é óbvio, mas assistimos ao desprezo e indiferença a que sempre votámos a natureza nunca se tendo exigido medidas sérias para acabar com a (que não tem que ser) a fatalidade dos incêndios. Até se fala em "época dos incêndios" como se fosse a fruta da época e inevitável. Aí também os meios de comunicação social têem alguma culpa por usar estes termos impensados. Mas a maior fatia desta fatalidade cabe ao feitio pouco reinvindicativo e exasperadamente indiferente dos portugueses...é triste mas é uma verdade! temos ao menos o dever de protestar! não admira pois que os governos façam o que querem de um país que não lhes pertence: que~m cala consente, lá diz o povo, e temos calado vezes demais achando que não serve de nada...e de que serve ficar calado e deixar passar?! As alterações climáticas (que os incêndios também agravam) têem feito fomes, secas, cheias, desgraças e mais podem causar porque a natureza tem os seus ciclos, mesmo para produzir alimentos, mas quando esses ciclos se alterem de forma drástica os prejuizos, os preços dos produtos e a fome podem tornar-se realidade, esperemos que não, mas o nosso dever é protestar. Daí esta petição exigindo políticas sérias de combate aos incêndios, porque está na hora de protestar e sugerir medidas e exigir que os políticos façam o seu dever. A natureza não tem culpa das crises e deixar arder o país é uma vergonha nacional!

PETIÇÃO EXIGINDO MEDIDAS DE PREVENÇÃO E COMBATE MAIS EFICAZES CONTRA OS INCÊNDIOS:
(Clica na árvore ou no link):





http://www.ipetitions.com/petition/naoaosfogos/


Um outro assunto que há muito revolta os portugueses e não só (infelizmente há outros países que mantêem esta prática) são os abates nos canis municipais e suas más condições.

O cão é um dos animais mais inteligentes à face da terra, servem-nos lealmente numa série de tarefas: ajudam invisuais a ter uma vida menos dependente e fazem-no com verdadeiro espirito de missão, resgatam seres humanos presos em escombros, naufragados, ajudam a polícia a detectar explosivos e outras substâncias perigosas e ultimamente até estão a ser treinados cães para farejar doenças graves nas pessoas como meio primário de diagnóstico (têem essa capacidade). A lealdade canina vai até à morte do dono, por vezes até para lá dela; há cães que deixam de comer porque o dono morreu...quantos humanos fariam isso?! Há cachorrinhos que são abatidos mal começaram a viver e conhecer o mundo: o que é uma aberração total e indigna qualquer um! há animais que foram parar ao canil depois de serem abandonados mas muitos também maltratados e alvo de agressões várias por seres supostamente "humanos" e cuja paga, o repouso, no canil é serem abatidos: é ultrajante! não conseguirá o ser humano melhor que isto?! ser melhor que isto?! animais cegos, aleijados, doentes porém com cura possivel, são tratados como tratamos tudo o que se nos atravessa no caminho: com indignidade! o ser humano não manda no mundo, não deve agir como se tudo sobre a Terra fosse só seu.

Também os gatos são boa companhia para muitos idosos, uma boa terapia para muita gente e poderiam ser para deficientes ou crianças em instituições de reeducação ou orfanatos. Também eles, basta procurar no youtube e google, são capazes de feitos surpreendentemente altruistas! sei que tem pouco que ver com este assunto mas se conhecerem a história do Chér ami, um pombo correio da 2ª guerra mundial, verão que os animais têem muitas vezes mais nobreza e inteligência que a que algumas pessoas lhes atribuem. E é por tudo isto que eu peço o pequenissimo esforço de assinarem a PETIÇÃO CONTRA OS ABATES E MÁS CONDIÇÕES NOS CANIS MUNICIPAIS:





(Clica no cachorrinho ou no link):







http://www.peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=P2011N10532




É algo que pode fazer evoluir a mentalidade nacional e nos tornar um povo melhor em matéria de respeito pelo outro, pelo ambiente, pelas diferenças e formar bons cidadãos. Além disso é preciso não esquecer que uma criança e jovem levam a mensagem para casa...o que é excelente! os filhos podem "educar" os pais e as escolas podem trabalhar em conjunto com os pais e não de costas voltadas! tudo em nome de melhores cidadãos: mais solidários, mais respeitadores, em nome de um mundo e Portugal melhor para os filhos e netos desta geração e para todos os que não tendo filhos ou netos querem ser bem tratados na velhice e viver a velhice num país onde ambiente, animais, pessoas : todos são respeitados.

Casos de violência contra professores, contra outros alunos, contra o património natural ou histórico ou civico, casos até mediáticos de maus tratos a animais e idosos e até sem abrigo...em plena crise de valores alguém duvida do carácter essencial desta disciplina?!

Num país onde um cigarro mal apagado atirado pela janela causa um incêndio florestal, num país de corrupção, de maus tratos a animais e idosos e mulheres, onde se estaciona em 2ª fila e no ligar dos deficientes e se estaciona nos passeios, onde ninguém mexe uma palha por causa nenhuma e nos domina essa apatia civica tão nociva, mais que nunca esta petição é essencial. Por isso por favor assinem e partilhem com amigos, familia e no facebook. Obrigada.

Cá vai ela, a PETIÇÃO PELA CRIAÇÃO DE UMA DISCIPLINA DE EDUCAÇÃO CIVICA NAS ESCOLAS PREPARATÓRIAS E SECUNDÁRIAS: http://www.peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=P2011N15088








A próxima petição pode ter um titulo aparentemente pouco elucidativo mas este mail que enviei aos perincipais meios de comunicação esclarece-a muito bem:

"...Um calor horroroso em pleno mês das primeiras chuvas, 31 graus, situação preocupante do ponto de vista ambiental, péssimo sinal e com que se preocupam os nossos jornalistas, (pelo menos nalguns canais que eu vi)? o que resolvem frisar (a par de outros fait divers fúteis a que já nos habituaram)? com quê? com o facto de em Outubro não haverem...banheiros...seria cómico se não fosse trágico!
A ver se se faz um jornalismozinho menos parolo e acordam para a realidade e tentarem mudar as coisas com reportagens que consciencializem para a real situação que isto representa e que tal como a crise: ainda não estamos a ver bem a coisa...ainda não estamos a ver o preço que a natureza faz pagar...
Sucede o mesmo que quando houveram os incêndios trágicos de 2008 salvo erro: debates sobre as causas? nada! chamar especialistas para analisar a questão (verdadeiros especialistas não é "opinadores" porque opiniões até a senhora da limpeza tem mas ganha uma miséria por comparação) ? nada também! os portugueses não se mexem nem protestam por direitos nenhuns, são um povo apático se os jornalistas se ralam com a cereja jamais os portugueses vão acordar para o bolo...
Existem iniciativas meritórias, esforços de mudança em vários campos por parte de vários cidadãos que não são apoiados e caem em saco roto , morrem pela raiz porque não há um jornalista encarregue de olhar à sua volta para o mundo do comum dos mortais, dos cidadãos anónimos (basta dar uma volta na net para ver as petições, os blogues ou os inglórios esforços das associações por causas a tentar passar as suas mensagens e eventos). Eu dou-lhe aqui boas sugestões para muitas reportagens: http://guerreiros-da-paz.blogspot.com veja só a quantidade de coisas graves a ocorrer no mundo e em Portugal a que se podia dar mais atenção a ver se mudam! morrem crianças às centenas à fome em silêncio porque ninguém faz incidir sobre elas os holofotes para envergonhar o mundo! sofrem os animais da pecuária intensiva e dos circos e dos shows de rua e das feiras horrores e ninguém lhes dá voz! o ambiente está nesta desgraça e deveria ser a coisa mais debatida no mundo mas não é! Será que ainda não perceberam o vosso real papel?! Não quero acusar todos os canais ou meios de comunicação, a RTP, as revistas de qualidade dão alguns bons exemplos mas ainda não chegam...

Espero e peço que pensem nisto e que mostrem o GRAVISSIMO que este tempo de lanzeira à beira mar pode ser e pode significar num futuro próximo, um clima que este povo alienado encara como uma festa sem consequências com aquele ar blazé de sempre, aquela sonsice da falta de cidadania que já deveriamos ter adquirido há muitos anos atrás...como certos países nórdicos. Existem milhares de coisas graves do ponto de vista económico e social no mundo mas o ambiente é a batalha mais urgente do ser humano! será que ainda não perceberam isso?! os portugueses não perceberam! continuam a ir de carrinho para o emprego, sozinhos na viatura, todos os dias apesar do aquecimento global e nenhum jornalista ainda se dignou a perguntar a nenhum destes condutores o seguinte: "não acha que é errado usar tanto o carro em tempo de aquecimento global? sabia que as secas em África se devem em parte a esse comportamento?" NADA! ZERO! VOtamos o ambiente, nós os "tugas2 ao mesmo desprezo desde há anos e anos.

Está na hora de fazerem a vossa parte: digo eu...

Obrigada pela atenção: Patrícia."

Devo apenas acrescentar que muitos programas poderiam ajudar de muitas maneiras muitas causas: uma delas seria terem números solidários e publicitarem-nos, a favor de várias causas (60 cêntimos + IVA a favor de alguma instituição) , já o propus mas caiu em saco roto...quem sabe se todos dermos o nosso aval a essa ideia nesta petição os meios de comunicação voltam a ser de verdadeiro serviço público?

Cá vai a petição POR MAIOR INTERVENÇÃO DOS MÍDIA NO APOIO A CAUSAS IMPORTANTES: http://www.peticaopublica.com/?pi=P2011N10535





E finalmente a petição que tem como missão tornar as nossas cidades mais habitáveis: jardins comunitários, hortas biológicas, trilhos para bicicletas e jogging sem sermos atropelados ou ouvir buzinadelas...mais centros comunitários e de convivio e inter-ajuda. Dá o teu aval a uma verdadeira comunidade chamada Portugal!

PETIÇÃO POR MAIOR QUALIDADE DE VIDA NAS GRANDES CIDADES: http://www.thepetitionsite.com/1/petio-p-qualidade-de-vida-nas-grandes-cidades/












OUTRAS PETIÇÕES QUE TODOS OS PORTUGUESES E NÃO SÓ, DEVERIAM ASSINAR

Para assinar basta clicar nos botões com o mapa. O objecto das petições está aí indicado:




























































Outras petições por causas importantissimas / Global petitions for very important causes (what they are about is quite clear from the link body itself):





http://www.thepetitionsite.com/4/stop-factory-farming-now/






http://www.gopetition.com/petitions/stop-factory-farming.html






http://www.gopetition.com/petitions/ban-factory-farming.html






http://www.change.org/petitions/stop-farm-factory-animal-cruelty






http://www.ipetitions.com/petition/freefarmanimalsfromabuse/





http://www.change.org/petitions/end-chimpanzee-experiments-pass-the-great-ape-protection-act





http://www.gopetition.com/petitions/circus-animals.html






  • Pelo uso de energias renováveis:




http://action.sierraclub.org/site/PageServer?pagename=Avatar_clean_energy_petition&autologin=true





http://www.thepetitionsite.com/2/free-the-birds/





http://www.thepetitionsite.com/takeaction/994/907/627/






http://www.kookycongos.ca/wptrade.htm






  • Petição contra a venda de lagostas , sapateiras , enguias e caranguejos entre outros moluscos, vivos e em aquários ou sobre o gelo para depois serem fervidos vivos:



http://www.thepetitionsite.com/1/boiledalivelobster/





http://www.petitionbuzz.com/petitions/nat





http://savejapandolphins.org/take-action/sign-the-petition






http://www.petitiononline.com/stopdshg/petition.html





https://secure2.wdcs.org/view_e_protest.php?e_protest_select=41&&select=611



http://www.greenpeace.org/international/en/campaigns/oceans/whaling/ending-japanese-whaling/End-whaling-NOW/



https://secure.avaaz.org/en/whales_last_push/98.php?CLICKTF



http://www.unleashed.org.au/take_action/petitions/stop-japanese-whaling





NO ENTANTO, NÃO ESQUECER, DO LADO ESQUERDO ESTÃO BOTÕES COM LIGAÇÃO DIRECTA A GRANDES ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS COM PETIÇÕES QUE SEMPRE, SEMPRE DEVEMOS ASSINAR: POR ISSO VISITEM REGULARMENTE.





++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

DON'T FORGET THAT ON THE LEFT SIDE YOU HAVE DIRECT LINK BUTTONS TO IMPORTANT N.G.O.s WHOSE PETITIONS OR PLEAS FOR ACTION ARE ALL WAYS VERY IMPORTANT. PLEASE VISIT THEM REGULARLY.

Nota: algumas petições podem entretanto atingir o número de signatários pretendido e fechar. Mas tentem sempre, todas.
Note: some petitions might reach the desired number of undersigned and close meanwhile.
But allways try them all.






Missões breves mas importantes



Carta ao Pingo doce

Diz aos supermercados Pingo Doce e Feira Nova que é urgente que comecem a implementar políticas responsáveis de compra e venda de peixe. Estes supermercados têm o dever de parar de vender as espécies ameaçadas, fornecer alternativas mais sustentáveis e informar devidamente os consumidores.

Ajuda-nos a garantir peixe para o futuro e a salvar os nossos oceanos.

http://write-a-letter.greenpeace.org/698

Maus conselhos turísticos do Travel Channel no que toca aos direitos dos animais:

Partilho convosco este link, que é o contacto do Travel channel para que tal como eu protestem por um programa deles, o Globe trekker, ter incluido como aliciante turistica da Tailândia um espectáculo deplorável de elefantes a serem usados e humilhados em coisas tão estúpidas como um jogo de futebol com elefantes ou demotrações de força em que estes nobres e inteligentissimos animais são usados como show de exploração abjecta. Quem não quiser pensar muito eu dou o texto em baixo para copiar e colar na página de contacto deles que está neste link:

Texto:

Hello all. I just watch the show Globe trekker with Estelle as the host suggesting a visit to the elephant show in Thailand and I was more than disappointed, I was outraged! it is not a pleasant or fun show for people who like animals and p...eople who are civilized and well-formed in this world. You should not suggest tours or activities so contrary to common sense and animal rights! are you suggesting that tourists visit a place where the intelligent and noble elephants are humbled and overwhelmed?! where is the ethics and moral of your channel? I sincerely hope that not only this kind of suggestion does not happen again but quite the the opposite:you should suggest tourists civilized and responsible attitudes that do not contribute to prolong behaviors and parties who are bad examples! thank you.

http://www.travelchannel.co.uk/contactus.asp

Atenção: Escolham a opção "complaints" na janela que aparece.

O Obama prepara-se para conferir penas perpétuas sem julgamento justo (life sentence without parole), age comigo:

Um retrocesso civilizacional e mais uma pedrada nos direitos humanos, mais sofrimento humano e injustiça em perspectiva e o mundo assiste sem mover uma palha, na mesma atitude hedonista e fria do costume. Mas há um minimo que todo o cidadão consciente deve fazer: P-R-O-T-E-S-T-A-R! E é isso que eu proponho em baixo às boas almas deste mundo

Venham aqui a estes links que vos dous e digam-lhe: "life sentence without trial is not a law is outlaw! we are not in the dark ages, and Obama can't be this much of a disapointment..."

http://www.whitehouse.gov/contact/submit-questions-and-comments
http://www.thenewamerican.com/index.php/usnews/constitution/3664-obama-life-imprisonment-without-trial
http://www.facebook.com/WhiteHouse

O perigo da guerra com o Irão; temos que fazer alguma coisa, ou pelo menos tentar:

Alguém sequer deduz o perigo que vem da tensão entre USA e Irão?! a terceira guerra mundial pode sair daqui e tendo em conta sobretudo as armas nucleares. Por isso peço uma coisa a todos em baixo

Escrevam nos link de contacto da Casa Branca e outros que aqui dou : "Please mr. President try hard to vaoid a war with Iran: do it for the whole world and for your own children. " São estes os links:

http://www.whitehouse.gov/contact/submit-questions-and-comments
http://www.heraldtribune.com/article/20120113/APW/1201131308
http://www.facebook.com/WhiteHouse


Projecto local de ajuda ao ambiente em Portugal:


No dia a dia e perto de nós, sem grande esforço podemos ajudar o ambiente no nosso país. Já repararam no pouco que choveu este mês? As mudançaas climáticas são o 1º de muitos males vindouros se não tentarmos, ao menos isso, fazer a nossa parte. Este projecto é bom para quem tem pouco tempo para dedicar ao activismo.

http://ecoslocais.lpn.pt/Resumo.asp

O excesso de pesca está a esvaziar os nossos oceanos. As O.N.G.s ambientais pedem a nossa colaboração aqui:

Dos milhares de super e hipermercados nacionais, toneladas de pescado acabam no lixo…enquanto isso golfinhos, aves aquáticas e baleias vêem-se e desejam-se para sobreviver e ganhar peso que lhes permita sobreviver como espécies. Assinem estas duas petições da PONG pescas (coligação pela defesa dos oceanos em Portugal com várias O.N.G.s associadas) de modo a que possam ter alguma força e apoio.
href="http://pongpesca.wordpress.com/category/peticoes/">http://pongpesca.wordpress.com/category/peticoes/


Adere a um movimento na net contra este tipo de economia global a que estamos sujeitos e que está a aumentar a miséria no mundo e convida amigos no Facebook:

http://www.facebook.com/#!/pages/Stop-this-economy-that-impoverishes-the-world-movement/212672065490544?sk=wall&filter=2

terça-feira, 8 de novembro de 2011

MEMORIAL DA LUNA E A NOBREZA DOS ANIMAIS: petição para mudar a lei portuguesa

Esta é história comovente da Luna, uma orca que se perdeu da familia, ou se afastou ou foi afastada, ninguém sabe, e que durante a sua curta vida tentou fugir à solidão, que pesa muito nos humanos,mais ainda nos animais, tentando-se aproximar das pessoas, pedindo miminhos, festinhas, atenção. As pessoas no geral correspondiam e um deles, um rapaz e dois jornalistas criaram tal amizade com a orca que quebraram regras para a manter. Isto porque a presença da orca começou, conmo sempre a gerar polémica e conflitos de interesses mesquinhos, privados: aos pescadores não agradava tê-la por perto: quer pelas redes , quer pelos barcos ou concorrência pelo peixe que também se assustava com a presença da Luna e vozes contra de supostos ecologistas, cegos por dogmas não comprovados dos perigos do convivio com os humanos, e o que acham que deveria ser o lugar dos animais. Mas a Luna não queria voltar ao mar, nem à familia, a Luna só queria ser aceite pelos humanos e que fossem seus amigos. No entanto uma lei idiota foi criada para que ninguém lhe tocasse ou sequer olhasse para ela! nem mesmo os seus amigos de sempre! uma lei que ao que parece visava afastá-la...só fez pô-la triste e querendo desesperadamente a atenção de outrora por parte dos únicos amigos que conhecia. O ser humano mostrava-se tão incompreensivo, frio e inconstante como sempre foi. De amizade entendia a Luna, a dela era consistente, sólida, verdadeira.
Dois jornalistas resolveram quebrar as regras, eles, os indios locais e mais o tal rapaz, amigo da Luna, e ela pôde ficar onde sempre esteve até ao dia em que, não sei se acidentalmente ou não: morreu vitima de uma hélice de um barco. Ficou para todos como tendo sido um acidente mas a Luna foi homenageada como se fosse uma pessoa. Pena que tenha sido só depois de morrer que tenha tido o carinho sem hesitações que procurara em vida na sua desesperada e comovente solidão. A história partilho-a para que se perceba que o que dói a solidão, o que dói a indiferença para com os nossos animais, a cegueira de certos dogmas supostamente cientificos e sobretudo para recordar a Luna. Mas também para vos lembrar que os animais não são coisas e para assinarem a petição em baixo.



Também quero recordar o Hachiko. Um cão cuja leladade ao dono superou até a barreira da morte:




Em 1924 Hachikō foi trazido a Tóquio pelo seu dono, Hidesaburō Ueno, um professor do departamento de agricultura da Universidade de Tóquio. O professor Ueno, que sempre foi um amante de cães, nomeou-o Hachi (Hachikō é o diminutivo de Hachi) e o encheu de amor e carinho. Hachikō acompanhava Ueno desde a porta de casa até a não distante estação de trens de Shibuya, retornando para encontrá-lo ao final do dia. A visão dos dois, que chegavam na estação de manhã e voltavam para casa juntos na noite, impressionava profundamente todos os transeuntes. A rotina continuou até maio do ano seguinte, quando numa tarde o professor não retornou em seu usual trem, como de costume. A vida feliz de Hachikō como o animal de estimação do professor Ueno foi interrompida apenas um ano e quatro meses depois. Ueno sofrera um AVC na universidade naquele dia, nunca mais retornando à estação onde sempre o esperara Hachikō.

Em 21 de Maio de 1925, o professor Ueno sofreu um derrame súbito durante uma reunião do corpo docente e morreu. A história diz que na noite do velório, Hachikō, que estava no jardim, quebrou as portas de vidro da casa e fez o seu caminho para a sala onde o corpo foi colocado, e passou a noite deitado ao lado de seu mestre, recusando-se a ceder. Outro relato diz como, quando chegou a hora de colocar vários objetos particularmente amados pelo falecido no caixão com o corpo, Hachikō pulou dentro do caixão e tentou resistir a todas as tentativas de removê-lo.

Depois que seu dono morreu, Hachikō foi enviado para viver com parentes do professor Ueno, que morava em Asakusa, no leste de Tóquio. Mas ele fugiu várias vezes e voltou para a casa em Shibuya, e quando um ano se passou e ele ainda não tinha se acostumado à sua nova casa, ele foi dado ao ex-jardineiro do Professor Ueno, que conhecia Hachi desde que ele era um filhote. Mas Hachikō fugiu daquela casa várias vezes também. Ao perceber que seu antigo mestre já não morava na casa em Shibuya, Hachikō ia todos os dias à estação de Shibuya, da mesma forma como ele sempre fazia, e esperou que ele voltasse para casa. Todo dia ele ia e procurava a figura do professor Ueno entre os passageiros, saindo somente quando as dores da fome o obrigavam. E ele fez isso dia após dia, ano após ano, em meio aos apressados passageiros. Hachikō esperava pelo retorno de seu dono e amigo.

A figura permanente do cão à espera de seu dono atraiu a atenção de alguns transeuntes. Muitos deles, frequentadores da estação de Shibuya, já haviam visto Hachikō e o professor Ueno indo e vindo diariamente no passado. Percebendo que o cão esperava em vão a volta de seu mestre, ficaram tocados e passaram então a trazer petiscos e comida para aliviar sua vigília.

Por 10 anos contínuos Hachikō aparecia ao final da tarde, precisamente no momento de desembarque do trem na estação, na esperança de reencontrar-se com seu dono.

Hachikō finalmente começou a ser percebido pelas pessoas na estação de Shibuya. Naquele mesmo ano, um dos fiéis alunos de Ueno viu o cachorro na estação e o seguiu até a residência dos Kobayashi, onde conheceu a história da vida de Hachikō. Coincidentemente o aluno era um pesquisador da raça Akita, e logo após seu encontro com Hachikō, publicou um censo de Akitas no Japão. Na época havia apenas 30 Akitas puro-sangue restantes no país, incluindo Hachikō da estação de Shibuya. O antigo aluno do Professor Ueno retornou frequentemente para visitar o cachorro e durante muitos anos publicou diversos artigos sobre a marcante lealdade de Hachikō.

Sua história foi enviada para o Asahi Shinbun, um dos principais jornais do país, que foi publicada em setembro de 1932. O escritor tinha interesse em Hachikō, e prontamente enviou fotografias e detalhes sobre ele para uma revista especializada em cães japoneses. Uma foto de Hachikō tinha também aparecido em uma enciclopédia sobre cães, publicada no exterior. No entanto, quando um grande jornal nacional assumiu a história de Hachikō, todo o povo japonês soube sobre ele e se tornou uma espécie de celebridade, uma sensação nacional. Sua devoção à memória de seu mestre impressionou o povo japonês e se tornou modelo de dedicação à memória da família. Pais e professores usavam Hachikō como exemplo para educar crianças.




Em 21 de Abril de 1934, uma estátua de bronze de Hachikō, esculpida pelo renomado escultor Tern Ando, foi erguida em frente ao portão de bilheteria da estação de Shibuya, com um poema gravado em um cartaz intitulado "Linhas para um cão leal". A cerimônia de inauguração foi uma grande ocasião, com a participação do neto do professor Ueno e uma multidão de pessoas. Pelo país afora a fama de Hachi se espalhou e a raça Akita cresceu. Hachi foi convidado várias vezes para aparecer como um convidado em mostras de cães, também miniaturas e cartões postais dele começaram a ser feitos.

Porém, mais tarde, a figura e lenda de Hachikō foi distorcida e usada como símbolo de lealdade ao Estado, aparecendo em propagandas que difundiam o fanatismo nacionalista que acabaram levando o país à Segunda Guerra Sino-Japonesa, no final da década de 1930 e também à Segunda Guerra Mundial. Lamentavelmente, a primeira estátua foi removida e derretida para armamentos durante a Segunda Guerra Mundial, em abril de 1944. No entanto, em 1948 uma réplica foi feita por Takeshi Ando, filho do escultor original, e reintegrada no mesmo lugar da anterior, em uma cerimônia em 15 de agosto. Esta é a estátua que está ainda hoje na Estação de Shibuya e é um ponto de encontro extremamente famoso e popular.




Quero recordar também o Georgie: Um cachorro de 9 anos virou herói ao salvar a vida de cinco crianças na cidade de Wellington, na Nova Zelândia.


O animal, da raça jack russell e com nome George, brincava com as crianças, que tinham acabado de comprar doces em uma loja perto de casa. Ao virar a esquina, apareceram dois cachorros pit bulls, que foram para cima dos jovens. A briga, porém, terminou mal para o cachorrinho. Devido aos machucados, ele acabou morrendo ao chegar no veterinário. As crianças nada sofreram.

"No começo, o George só ficou latindo para ver se os outros cachorros se afastavam. Mas os dois pitt bulls foram para cima do George", contou Richard Rosewarne, de 11 anos, uma das crianças salvas pelo cachorrinho. "Nós começamos a chorar e corremos muito até que pessoas ouviram nossos gritos e foram resgatar o George", completou o jovem.


Pelas leis da Nova Zelândia, os donos dos cachorros agressivos são responsáveis pelos atos dos bichos. E, além de condenações, podem ser obrigados a castrar ou mesmo sacrificar seus animais. Segundo a imprensa local, os dois pit bulls devem ser sacrificados.

O dono do cachorro herói da raça jack russel que salvou a vida de cinco crianças na Nova Zelândia afirmou que quer ter um novo cão, mas não agora.

"Eu estou tentando me recuperar do que aconteceu agora, porque a mesma coisa pode acontecer novamente", afirmou Alan Gay, proprietário do cachorro. "Por isso que só penso em ter outro no futuro, não agora", completou ele.

Gay, de 69 anos, contou que ficou feliz pelo ato de seu cachorro George ter salvado a vida de cinco crianças. Seu cãozinho, de 9 anos, brincava com os meninos na cidade de Wellington, na Nova Zelândia, quando apareceram dois pit bulls indo em direção deles.


Para defender as crianças, George se colocou à frente delas e acabou sendo atacado pelos pit bulls. Ao ver a cena, as crianças correram e gritaram por ajuda. Mas adultos chegaram tarde demais para salvar a vida de George.


"Pit bulls são selvagens e bravos. Eles só servem para uma coisa: matar", afirmou Gay, que ficou "encantado" com a repercussão do seu cão herói.

Teve uma condecoração póstuma por heroísmo pela Rainha de Inglaterra.



Ainda a história de Chér Ami o pombo herói da segunda guerra mundial que salvou a vida a milhares de soldados com a sua bravura: A história de Cher Ami



Na Primeira Guerra Mundial, quando os batalhões nem sonhavam com a existência de e-mail e de telemóvel, os exércitos também trocavam informações por meio de pombos-correio. Foi o caso de Cher Ami, um pombo do Exército dos Estados Unidos. Ele pertencia à 77ª Divisão de Infantaria Americana, conhecida como “o Batalhão Perdido”, por ter ficado cercada na floresta de Argonne.
Em outubro de 1918, o “Batalhão Perdido” estava cercado por inimigos alemães e sob fogo amigo de americanos, que não sabiam que havia compatriotas ali. Cher Ami conseguiu levar a mensagem de cessar fogo e salvar os americanos, mas soldados alemães interceptaram o pombo pouco depois. O bicho teve o peito atravessado por uma bala, uma perna arrancada e acabou ficando cego de um olho. Sobreviveu, mas teve que se aposentar. Ganhou a Cruz de Guerra francesa em homenagem a seu heroísmo.

Posso dizer que já dei comida aos pombos aqui ao pé de mim e eles costumam fazer o que eu chamo de voletio de agradecimento: um pequeno vôo em circulo à minha volta que outra função não tem que não o agradecer o meu gesto...para verem que estes animais são mais que pragas, como se diz por aí...

E por fim quero falar do Pitico: aquele que foi durante 14 anos o meu maior amigo, o mais sincero e dedicado(verdade! os periquitos não é suposto durarem tanto mas este durou...). Falava pelos cotovelos! dizia o meu nome, assobiava, imitava o meu riso, o barulho das dobradiças dos armários, dizia "quero pãozinho", dizia: "o que é que tás a fazer?" e não haviam convidados cá a casa que não se rissem das façanhas dele. Sempre que ouvia os meus passos na escada só se calava quando me via, tinha um entendimento das coisas fora do vulgar e nunca mais o esqueci, e nem que tenha 100 animais nunca mais esquecerei os muitos episódios em que provou a sua amizade.

Tenho pena de não o ter filmado (só fotografei) mas ele era em tudo semelhante a esta versão espanhola: era tagarela e esperto assim também :) Até sempre amigão!



É POR TODOS ELES QUE PEÇO QUE ASSINEM ESTA PETIÇÃO:

http://peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=P2011N14914

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++


Above are the stories of Luna, Hachiko, George, Chér Ami and Pitico.

Luna, the lonely killer whale:

http://news.bbc.co.uk/2/hi/americas/4796106.stm

http://www.bbc.co.uk/programmes/b00q2s16

http://en.wikipedia.org/wiki/Luna_(killer_whale)

Hachiko, the loyal japanese dog:

http://en.wikipedia.org/wiki/Hachik%C5%8D

George, the big Jack Russell hero:

http://news.sky.com/home/world-news/article/15220504

http://www.foxnews.com/story/0,2933,269653,00.html

Chér Ami, the hero pigeon:

http://en.wikipedia.org/wiki/Cher_Ami

http://www.homeofheroes.com/wings/part1/3b_cherami.html

And finally I want to talk about the Pitico, who was, for 14 years, my best friend, the most sincere and dedicated (Really, the parakeets are not supposed to last so many years but this one did!). He talked a lot! said my name, whistled, imitating my laughter, the sound of the hinges of the cabinet, said "I want bread", he said, "what are you doing?" and there wasn't a single guest to my house that wouldn't laugh at his tricks and grace.He used to sya a lot of other things too. When he heard my footsteps on the stairs only shut up when he saw me, he had an unusual understanding of things, like a wise person almost and never I forgot it, and even if I have 100 animals I'll never forget the many episodes that proved his friendship.

I am sorry not to have a video of him (only photo) but it was at all similar to this Spanish version: it was just as talkative :) So long buddy!

PORQUE NÃO ATIRAR COTONETES NA SANITA...



Nesta foto nem dá para ter uma pálida ideia mas há centenas e centenas de paus de cotonetes nos areais das praias. De inicio achei que pudessem ser pauzinhos de chupa-chupas, mas não, agora percebi que as centenas de pauzinhos eram de cotonetes atirados pela santia...inqualificável! Por favor atirem os cotonetes no lugar certo: junto ao lixo para reciclar. Obrigada.

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
In this photo you can barely get the notion of the real dimension of this problem but there are litteraly hundreds of cotton bud sticks at the sand beaches across the world! these sticks are the one many people throw in the toilet...shame on them! don't do it! place them in the recycling garbage can. The world nature thanks you.



Vejam a importância deste tema aqui/ see how important it is here:


O DRAMA DOS MAUS TRATOS AOS DOENTES MENTAIS EM ÁFRICA: LEVANTA A TUA VOZ!




Pouca gente tem real noção da forma desumana como são tratados os doentes mentais, que por ser doentes não deixaram de ser seres humanos, como é óbvio; acorrentados, sem tratamento ou alivio digno desse nome, vivem assim, presos dentro de mentes sem paz, presos pelo estigma e desprezo a que os doentes mentais sempre são votados onde haja ignorância. Toda a gente tem misericórdia de um doente com doenças fisicas graves, mas pobre do cérebro coitado, parente pobre dos orgãos do corpo humano, sem direito a adoecer e pior: quem adoece mentalmente ainda é maltratado apesar de nenhum sofrimento se comparar ao sofrimento de viver sem paz de espírito1 quem diz que sente misericórdia de um doente e exclui um doente mental ou foge a sete pés dele como se a sua doença fosse contagiosa ou desprestigiante para quem fala com um donete mental, mente, não ama ninguém, não sente misericórdia dos doentes e desconhece que tratar mal estas pessoas é como dar um pontapé no estômago de um doente com úlcera no estômago: fazer doer a alma a estas pessoas e agravar-lhes a prisão e dor da solidão é o equivalente a esmurrar o estômago de um doente de úlcera do estômago! Aliás, não podemos esquecer que estas pessoas, na sua maioria, se estão assim mentalmente doentes é porque já sofreram muito, não venhamos nós fazê-las sofrer mais com a ignorância com que as vemos, lidamos com elas e as desconsideramos na hora de as tratar ou lhes dar carinho que é o melhor remédio de todos. Todo o mundo, centenas de organizações não governamentais pelo mundo todo: religiosas e não religiosas, preocupam-se com as dores do corpo, a fome, a sede, mas esquecem um dos males mais dolorosos para qualquer ser humano: as dores da alma e da mente.
Algumas reportagens, feitas por jornalistas empenhados e com bons valores morais, têem sido transmitidas pelas estações de televisão mundiais e canais por cabo como é o caso do Discovery channel, portanto o mundo, o cidadão comum nem desconhece nem concorda e indigna-se com as correntes em torno dos tornezelos dos doentes mentais por toda a África e exige que esta forma desumana de tratar pessoas doentes e não criminosas, como parece pela forma como as tratam, seja travada e haja da parte da Organização mundial de saúde e da União africana mais interesse e acção contra este problema: sem passar, é claro, por impedior reportagens: que é o modo sujo como certas questões deste tipo são por vezes resolvidas em alguns países do mundo menos civilizados, pobres ou honrados (que não só em África), mas sim tomando mediads de auxilio: investindo o dinheiro que for preciso para ter politicas de saúde mental civilizadas e enquadráveis no século XXI em que estamos...da parte das organizações não governamentais: mais atenção a estas zonas do mundo tão esquecidas e sempre que são lembradas só se lembram de quem tem fome e não de quem sofre na alma, que sofre tanto ou mais que nas dores fisicas ou necessidades do corpo! o amor, o carinho, a atenção: são necessidades tão urgentes quanto as fisicas e que não satisfeitas matam por dentro.
Venho por isso pedir mais empenho na resolução desta questão: o fim das correntes; porque doentes não são criminosos, mais amor para estas pessoas e atenção, mais misericórdia: um tratamento mais humano e profissional, mais civilizado e condizente com o século XXI e com o de países civilizados onde a medicina psiquiátrica é levada como deve ser: a sério!
Aqui estão alguns links de reportagens que têem passado no mundo e que espero que não passe pela cabeça dos lideres dos países africanos proibir...sería um escândalo maior e mais condenável ainda, até porque agora o mundo já está atento...seria um erro grave: http://news.bbc.co.uk/2/hi/africa/8040057.stm E http://english.alshahid.net/archives/20624 E http://www.emphas.is/web/guest/discoverprojects?projectID=332 e há também o filme em cima.
Creio também que faz falta a muitas organizações que lutam contra esta situação receber mais especialistas voluntários: psiquiatras e psicólogos e arranjarem formas simples de receber donativos: caixas para donativos em vários países. em supermercados, em parceria com cadeias mundiais de restaurantes, o sistema click to donate ou donativos via banners on-line, e-cards e outras formas grátis e fáceis de receber donativos: pouco a pouco se criaria um fundo de manutenção de serviços...

Venho por isso pedir que enviem esta carta chamando a atenção de organismos governamentais africanos, da ONU, da OMS, mas também das mesmas O.N.G.s que se ralam só com a fome e se esquecem disto. é só copiar / colar e enviar para os mails que eu dou logo de seguida e links directos (o texto é o mesmo que estão agora a lêr mas em inglês, com algumas alterações. Obrigada).

Cá vai a carta/mail:


++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
LETTER/MAIL TO SEND AGAINST THE ABUSE AND DISREGARD OF THE MENTALY ILL IN AFRICA. SEE THE REPORTS HERE:http://news.bbc.co.uk/2/hi/africa/8040057.stm E http://english.alshahid.net/archives/20624 E http://www.emphas.is/web/guest/discoverprojects?projectID=332

Few people have real notion of how bad the mantaly ill are treated back in Africa. Chained like animals, no attention, no mercy, no love, no proper care; these people who, in most cases, have allready suffered so much in their lives and still do, due to lack of peace, of love and due to stigma, are treated as animals or criminals, as if being sick was a crime, or as if the brain was not just an organ of their bodies, malnourished bodies...Africa is not the only country where this happens. Many uncivilized and developping countries still disregard these poor people. So please send this letter to the e-mails and adresses I posted after it (just copy/paste/send) and help in the several ways I ask you to here. Thank you.
++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++



Your Excellency:

Few people have the real sense of the inhumane way the mentally ill are treated in Africa ,when in the twentieth century every country should have the notion that being sick does not mean they are no longer human beings...and therefore they should not be chained and should have access to proper and civilized health care! the way they livee in so many cases throughout Africa: no treatment or relief worthy of the name, trapped inside their minds with no peace and no relief, mercy, love or proper care, arrested by the stigma and ignorance associated should be a shame and it is, for everybody in the world, a shame upon these African countries! Everyone has mercy towards a patient with severe physical illness, but poor poor brain...seems to be the poor relation, the weakest link in the human body... without the right to get sick and worse: mistreated and mocked, abused whenever it gets sick! those who are mentally ill many times, had a life of pain and trauma, that should be enough to get them some erspect and mercy if decent human beings where taking care of them, but no...they still have to be chained as if they had committed a crime by being sick, something that, by the way, can happen to all of us because nobody knows what the future brings except God. Some people mistreat the mentaly ill: what if those people had a metaly ill son or daughter? or a grandson or granddaughter? and do they know their future? why do we allways think it only happens to others?
If someone with a stomach ulcer was punched in the stomach by a bad person wouldn't we all be angry at that person, disgusted by that attitude?! well, when somebody mocks or chains or abuses a mentally ill in anyway is the same thing, and yet I see no measures being taken here to stop the villainies against these poor people! Many speak of indifference towards Africa by other countries: well I say that first of all Africans must unite to help each other too, to be respected for that coalition capacity and the capacity to take a step forward to modern age health care: the human, civilized, proper health care, one that no longer embaraces Africa...because chaining sick people like criminals is a shame, an embaracement, a terrible one! what kind of respect can a country like that earn? or it's leaders? these porr people are ill, in many cases, also because they have suffered much, so how can anybody still chain them, or disresgard them, or ignore them?! are we still worthy of being called human beings still? I don't think so...
Affection: that is the best medicine of all. Worldwide, hundreds of NGOs around the world: religious and nonreligious, are concerned with the pains of body, hunger, thirst, but they forget one of the most painful ailments for any human being: the heartaches and the mind aches.
Some reports made by journalists committed and with good moral values, have been transmitted by television stations worldwide and cable channels such as Discovery channel, therefore the world, both ordinary and influent people, know about this and neither agree with the indignant currents around the ankles and hands of the mentally ill throughout Africa, nor the negligence they are treated with, and require this inhumane way to treat sick people to stop! require measures to have a decent mental health policy, with decent investment but also require N.G.O.s and humanitarian associations to pay more attention to these people which hasn’t been the case for many...not all pains envolve hunger or thirst, these pains are, so many times, harder to bare...
This is a smahe, an embaracement, a reason for political and moral disrespect towards Africa and any country who keeps this problem alive! and Africa is not the only problem...many poor and undeveloped countries in the world still have this problem to solve,but as my mother uses to say: "we should never imitate the worse but only the better"...wise advice... here are two links that talk about the shameful, disgusting way the mentaly ill are treted in some countries:http://www.reuters.com/article/2010/10/07/us-mental-idUSTRE6962VT20101007 http://www.jpma.org.pk/full_article_text.php?article_id=1505: “…A report4 from Turkey's psychiatric hospitals mentions the horrific abuses where patients were subjected to raw electroshock as a form of punishment. Electroconvulsive therapy (ECT) in these centers' is given without anaesthesia to treat a wide range of illnesses in both adults and children. The Daily Mail5 from United Kingdom mentions the plight in shared, mix wards where patients were more vulnerable to abuse. The concerned investigators report that vulnerable patients are compulsorily detained, including women and young people who are at risk of rape, sexual harassment and intimidation. A report from Australia6 states that aboriginal patients were manacled, abused and left naked and hungry for seven days. Mental Disability Rights International, a US-based human rights organization, said that as many as 17,000 patients in Serbia were tied to their beds for 'lifetime' to keep them from harming themselves. They were neglected and made to suffer from 'tantamount to torture'7. It is also mentioned that at times caregivers abuse patients and usually get away with it.8 Research9 reveals that patients treated for mental illness are more likely to fall victim to violent crimes than to perpetrate it themselves. It is further said, that such individuals are 6-7 times more likely to be murdered than those in the general population. In one study10, 20-34% of the psychiatric outpatients were violently victimized. Evidence is available in literature about vulnerability of mentally ill patients to be stigmatized in society. It is said that Schizophrenia, a serious mental disorder carries a good prognosis in the developing countries as compared to the developed world. Does that mean that things are much different in terms of attitudes and behaviours toward the mentally ill? Apart from family network and support there are a number of factors that are not favourable for the mental well being of individuals let alone patients…There are two types of institutions for chronically ill psychiatric patients in Pakistan. They can be in public or private sectors along with some philanthropic services. The public sector hospitals in most instances depict a gloomy picture. The environment is reportedly non-conducive, treatment by the staff is harsh, beatings and abuses are not uncommon. The patients are sometimes subjected to sexual abuse but such incidents are not reported and at times blocked by political pressures. In some public and private centres, ECT treatment is given without anaesthesia or muscle relaxants. Hygienic conditions and quality of food is questionable and at times unfit for human beings. There are number of prisoners in jails who are booked under criminal charges. The prison psychiatric service is far from satisfactory and many convicted prisoners' have not been assessed for mental health before being sentenced…”
Me and a lot of people, those who saw these reports , and they are many: not only from TV but from newspapers and internet, require WHO organization to stop pretending they don't see, to stop the silence around this issue, to confront those who must be confronted with this situation! I'm sending a letter to all that should listen and don't do it. Even N.G.O.s...I believe that what is lacking in many organizations that fight against this situation is getting more volunteers among experts: psychiatrists and psychologists and arrange simple ways to receive donations: donations boxes in various countries placed in supermarkets, in partnership with global enterprises of restaurants,clothes etc, also the system called "free click to donate" on the internet or donations via online banners, e-cards and other free and easy ways to receive donations: little by little they would create a maintenance fund...and also: instead of several african N.G.O.s for the mentaly ill, in so many countries,N.G.O.s that never grow a lot, why not only one but bigger, stronger more visible? and where are the major N.G.O.s for humanitarian causes here?! why is only hunger considered a serious issue? what hurts more? the lack of food or the lack of peace?! both are important but it should be refered that the lack of peace is one of the biggest pains any human being can feel...

Please do something...

Sincerely, (assinar e país)

ENVIAR PARA / SEND TO:


ups_spa@yahoo.com
Info@mentalhealthfoundation.com
Africa.deafnet@deafcare.co.za
Head.deafnet@deafcare.co.za
info@who.int.
publications@who.int.
regafro@afro.who.int
publications@who.int
webmaster@afro.who.int
mail@wfmhafricainitiative.org
kebeded@afro.who.int
bensona@afro.who.int
ngandab@afro.who.int
musangol@ga.afro.who.int
drameb@afro.who.int
avocksoumad@afro.who.int
dagamas@afro.who.int
cardosob@afro.who.int
info@kenyaredcross.org
pretoria.pre@icrc.org
movement_conference@icrc.org
frctm@online.tm
icrc.gva@icrc.org
cdroege@icrc.org
man_health@icrc.org
doctors@newyork.msf.org
alice_lincoln@newyork.msf.org
michael_goldfarb@msf.org
sartorius@normansartorius.com
MCCbrothers@libero.it
vinmaryo@yahoo.com
boniface.hicks@email.stvincent.edu
mtc@motherteresa.org
wr@pak.emro.who.int
enquiries@health.gov.au
tpd-myk@psikiyatri.org.tr
ngobebed@afro.who.int
hospitaleiros@isjd.pt
sede@isjd.pt
cst.telhal@isjd.pt
curiafbf@tin.it
USAProv-Office@sbcglobal.net
info@stjohnofgodseniors.org
Admin@sjghcs.org
who@who.or.id
aamh-enquiry@unimelb.edu.au
info@cmha.org.uk
English@mail.gov.cn
service@newhealth.com.cn
moph.nacp@gmail.com


http://au.int/en/contact

http://www.harunyahya.com/contactus.php?ref=theislamicunion.com

http://www.srbija.gov.rs/vlada/kontakt.php

http://www.un.org/en/contactus/

http://www.mcpriests.com/14_feedback.htm

http://www.ups-spa.org/en/contact/

http://www.health.gov.au/internet/main/publishing.nsf/Content/health-comments.htm

http://www.mohe.gov.af/?lang=en&p=contactus

++++++++++++++++++++++++

RED CROSS:
Comitê Internacional da Cruz Vermelha
Address:
19 Avenue de la paix CH 1202 Genebra
Tel: +41 22 734 60 01
Fax: +41 22 733 20 57

OMS
World Health Organization
Avenue Appia 20
1211 Geneva 27
Switzerland

DOCTORS WITHOUT BORDERS
MÉDICOS EM FRONTEIRAS

USA Headquarters
333 7th Avenue, 2nd Floor
New York, NY 10001-5004


Há outras formas de ajudar, como é sabido e neste caso peço a todos que assinem esta petição contra o estigma das doenças mentais e por mais meios para ajudar os doentes em países pobres:

Clica para assinar petição:http://www.thepetitionsite.com/1/fight-mental-illness-stigma/

Também há formas grátis de doar a associações que lutam contra o estigma contra as doenças mentais e por melhores cuidados para todos os que sofrem delas, sobretudo em países pobres:


Clica para ajudar:

http://www.everyclick.com/world-federation-for-mental-health-uk-limited/396214/0/info

http://charities.everyclick.com/info.xq?id=110330&name=the-clifford-beers-foundation

http://www.ksmh.org/how-you-can-help/ways-to-donate

Porque ser doente não significa nem nunca significou deixar de ser gente!

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

QUE POSSO FAZER PARA AJUDAR QUEM MORRE DE FOME EM ÁFRICA? WHAT CAN I DO FOR THOSE DYING IN AFRICA?




Aqui estão duas formas simples de ajudar quem morre de fome em África por pouco mais que 60 cêntimos mais IVA. Um é o número solidário da ADDHU outro da UNICEF.

Os links estão em baixo:

http://www.unicef.pt/artigo.php?mid=18101112&m=3&sid=1810111239

http://www.addhu.org/index.php?option=com_content&view=article&id=108%3Ahumberto-coelho-junta-se-a-addhu-contra-a-fome-no-corno-de-africa&catid=13%3Anoticias&Itemid=50&lang=pt



Caros amigos a situação em África é calamitosa! É chocante, repugnante o silêncio dos Mass Media sobre este assunto! Bem basta já os governantes mundiais condenarem estas pobres pessoas à morte pela indiferença, senão ainda termos os Mídia a fazer o mesmo…assim não, não terão hipótesse…bébés como o da imagem todos os dias morrem uns quantos enquanto nos deliciamos com o nosso almoço e pequeno almoço fartos. Não é culpa nossa mas podemos dar um alerta aos mídia e dizer-lhes uma verdades…e é preciso notar que não é e é culpa nossa; muita gente não abdica do automóvel para ir a todo o lado, ou do ar condicionado, nem separam o lixo para reciclar e depois há a culpa do mundo dito civilizado no global: com toda a poluição que faz e cujos efeitos secundários os sofrem os pobres africanos e não só…então façamos alguma coisa! No fim desta página há um link de ajuda que tem o site de doacção criado sob a imagem de Bob Marley: basta clicarem na foto dele e são redireccionados para o link de doacções onde podem dar o que quiserem e puderem.

TAMBÉM PODEM ENVIAR ESTAS CARTAS AOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL (A 1ª PARA OS ESTRANGEIROS A 2ª PARA OS NOSSOS) PARA QUE FAÇAM O SEU DEVER: MOSTRAR A VERDADE E DAR-LHES A ATENÇÃO QUE PRECISAM, A ELES E AO AMBIENTE. É SÓ COPIAR/COLAR/ENVIAR PARA OS MAILS QUE EU DOU LOGO DE SEGUIDA.

HÁ TAMBÉM LINK/ BOTÕES CLICK TO GIVE FOR FREE (CLICAR PARA DOAR SEM DAR DINHEIRO) NO FINAL DA PÁGINA.

OBRIGADA.


+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
Dear friends, in Africa the situation is dire! It is shocking, sickening the silence of mass media on this subject! Well just as the world rulers condemn these poor people to death with indifference, still we have the media to do the same ... so no, no second chances for these babies ... as the one on the image, many die every day while we enjoy our great lunch and breakfast and still waste food… It is not our fault but we can give a warning to the media and tell them a thing or two... and it should be noted that it is not our fault and it is also our fault…many people do not abdicate the car to go everywhere, or air conditioning or separate garbage for recycling and then there's the guilt of the so called civilized world in general: with all the pollution whose side effects are mainly suffered by the poor in Africa and beyond ... then do something! At the end of this page is a help link that has the donation website created under the image of Bob Marley: just click on his picture and you are redirected to the link and give whatever you can.

YOU CAN ALSO SEND THIS LETTER TO THE MAIN MASS MEDIA TELLING THEM TO DO THEIR DUTY: SHOW THE TRUTH AND GIVE THEM THE ATTENTION THEY NEED, TO THEM AND THE ENVIRONMENT. JUST COPY / PASTE / SEND TO THE GIVEN E-MAILS OR CLIC THE LOGO ICON (BOB MARLEY) AND GIVE, OR, PREFERENTLY DO BOTH THINGS.

ALSO CLICK TO GIVE FOR FREE LOGO BUTTONS AT THE END OF THE PAGE:

THANK YOU.



THE LETTER /E-MAIL MESSAGE TO SEND / A CARTA/E-MAIL PARA ENVIO:


Dear friends, journalists, directors and reporters of this network:


Thousands of people die everyday in Somalia and Ethiopia under the silence of our indifference, specially under the shocking silence and indifference of the Mass media that could really make a difference here and move world’s people to this cause saving the lives of hundreds...so why don't you do it? Why did you forget your role as journalists and reporters which is not just informing the public but giving voice to those too small and too poor to have a voice?!

If the poor innocent children of Africa were white would they die by hundreds everyday too? Is this not the real racism hiding under the shameful , disgusting veil of our hypocrisy and repugnant politically correct words on racism and equal rights to education, food and safety?! Have we completely lost our heart ?! Have you?!
I am asking you to give this people voice! To give this people the attention they need, deserve, even more: it is our duty to give them full attention since the climate changes effects they are under and cause draughts are our fault: the so called civilized countries are to blame for it for the pollution we make: with our bloody cars, our bloody comfort “needs” ! NOT EVEN ON THAT YOU REALLY FOCUS ON! THE ENVIRONMENT! Why do we waste time on fait-divers and shallow subjects while all these sad things happen? So please give them attention.
http://www.cbn.com/cbnnews/world/2011/July/Aid-Groups-Struggle-to-Help-Somalia-Famine-Victims/

And by the way: why is the aid project/website, so ignored? Why don’t you advertise it? Here it goes: http://imgonnabeyourfriend.org/

Thank you for your time, sincerely: (sign/assinatura/job/profissão or / ou idade/age)

E-MAILS TO SEND TO / E-MAILS PARA ENVIO:

sobrien@nbc.com.
Soledad.OBrien@cnn.com
Public.Information@turner.com.
Larryking@yahoo.com
2020@abc.com
thisweek@abc.com
2020@abc.com
nightline@abcnews.com
nightline@abc.com
jloven@ap.org
kcarroll@ap.org
lmargasak@ap.org
msilverman@ap.org
opinion@thewire.ap.org
npickler@ap.org
rfournier@ap.org
sjohnson@ap.org
pr@ap.org
thunt@ap.org
48hours@cbsnews.com
60II@cbsnews.com
60m@cbsnews.com
bpc@cbsnews.com
evening@cbsnews.com
earlyshow@cbs.com
efm@cbsnews.com
ftn@cbsnews.com
mkx@cbsnews.com
pma@cbsnews.com
rbc@cbsnews.com
sundays@cbsnews.com
grain@cbsnews.com
aaron.brown@turner.com
am@cnn.com
360@cnn.com
andrea.koppel@turner.com
bill.schneider@turner.com
bruce.morton@turner.com
candy.crowley@turner.com
carol.lin@turner.com
crossfire@cnn.com
daryn.kagan@turner.com
david.ensor@turner.com
daybreak@cnn.com
kurtzh@washpost.com
inthemoney@cnn.com
insidepoliticts@cnn.com
crossfire@cnn.com
jeanne.meserve@turner.com
jeff.greenfield@cnn.com
jim.walton@turner.com
deirdre.walsh@turner.com
kelly.wallace@turner.com
kyra.phillips@turner.com
live@cnn.com
livefrom@cnn.com
livetoday@cnn.com
lou.dobbs@turner.com
loudobbs@cnn.com
miles.obrien@turner.com
moneyline@cnn.com
newsnight@cnn.com
crossfire@cnn.com
paulazahnnow@cnn.com
paula.zahn@turner.com
paulazahn@cnn.com
rick.davis@turner.com
robert.novak@turner.com
tom.hannon@cnn.com
crossfire@cnn.com
wam@cnn.com
wolf@cnn.com
afterhours@foxnews.com
atlarge@foxnews.com
brian.wilson@foxnews.com
brit.hume@foxnews.com
bullsandbears@foxnews.com
cash@foxnews.com
cavuto@foxnews.com
collins.spencer@foxnews.com
comments@foxnews.com
dayside@foxnews.com
forbes@foxnews.com
friends@foxnews.com
foxmagazine@foxnews.com
feedback@foxnews.com
fns@foxnews.com
newswatch@foxnews.com
foxreport@foxnews.com
Colmes@foxnews.com
heartland@foxnews.com
james.rosen@foxnews.com
jim.angle@foxnews.com
major.garrett@foxnews.com
molly.henneberg@foxnews.com
ontherecord@foxnews.com
ontherecord@foxnews.com
special@foxnews.com
studiob@foxnews.com
beltway@foxnews.com
myword@foxnews.com
oreilly@foxnews.com
viewerservices@foxnews.com
warstories@foxnews.com
wendell.goler@foxnews.com
cavuto@foxnews.com
world@msnbc.com
world@msnbc.com
robert.kur@nbc.com
world@msnbc.com
hardball@msnbc.com
world@msnbc.com
countdown@msnbc.com
abramsreport@msnbc.com
dshuster@msnbc.com
norville@msnbc.com
norville@msnbc.com
dennis.sullivan@msnbc.com
imus@msnbc.com
imus@msnbc.com
hardball@msnbc.com
Imus@msnbc.com
joe@msnbc.com
jtrippi@msnbc.com
countdown@msnbc.com
Lesterholt@msnbc.com
lester.holt@msnbc.com
msnbcinvestigates@msnbc.com
world@msnbc.com
feedback@msnbc.com
rreagan@msnbc.com
dateline@nbc.com
mtp@nbc.com
nightly@nbc.com
today@nbc.com
rsf@rsf.org
afrique@rsf.org
ameriques@rsf.org
asie@rsf.org
europe@rsf.org
moyen-orient@rsf.org
internet@rsf.org
presse@rsf.org


A SEGUNDA CARTA PARA OS NOSSO MÍDIA:

FOR PORTUGUSE PEOPLE ONLY +++ EM PORTUGUÊS PARA OS MEDIA PORTUGUESES:



Queridos amigos, jornalistas, directores e repórteres:

Milhares de pessoas morrem todos os dias na Somália e Etiópia, sob o silêncio da nossa indiferença, especialmente sob o silêncio chocante e indiferença dos mídia…mídia que poderiam realmente fazer a diferença aqui e mover as pessoas do mundo para esta causa para salvar as vidas de centenas de pessoas ... assim sendo porque não fazem isso mesmo? Por resolveram esquecer o vosso papel como jornalistas e repórteres que não é apenas informar o público, mas também dar voz àqueles muito pequenos e muito pobres para ter uma voz? Se as crianças pobres inocentes da África fossem brancas será que morreriam todos os dias às centenas também?! PARA MIM ESTE É O VERDADEIRO RACISMO! Racismo feio, vergonhoso, escondido sob o véu da hipocrisia mais repugnante e palavras politicamente corretas sobre o racismo e igualdade de direitos à alimentação, educação e segurança! Teremos nós perdido completamente o nosso coração? Vocês perderam? Eu estou pedindo para darem voz as estas pessoas! Para dar a este povo a atenção que eles precisam e mais: é nosso dever dar-lhes toda a atenção já que as mudanças climáticas cujos efeitos sofrem, são nossa culpa: os países chamados civilizados são os culpados por causa da poluição que fazemos: com os nossos carros, o nosso malvado conforto e supostas "necessidades"! ALGO A QUE VOCÊS TAMBÉM NÃO DÃO ATENÇÃO NENHUMA: AO MEIO AMBIENTE, Á POLUIÇÃO E EFEITOS DAS NOSSAS CONDUTAS NELE! Por que perdemos tempo com fait-divers e assuntos superficiais, enquanto todas essas coisas tristes acontecem? Então, por favor dêem-lhes atenção: ao ambiente pelos efeitos que provoca o nosso lixo e a estas pobres pessoas a morrer em silêncio todos os dias! A enterrar bébés todos os dias! Criancinhas que mal conheceram o mundo!.

http://www.cbn.com/cbnnews/world/2011/July/Aid-Groups-Struggle-to-Help-Somalia-Famine-Victims/

E a propósito: porque é que o projecto de auxílio / website, então ignoradas? Por que você não anunciá-lo? Aqui vai:
http://imgonnabeyourfriend.org/

Obrigado pelo seu tempo, sinceramente: (signo / assinatura / job / Profissão ou / OU IDADE / idade)

E-MAILS E LINKS PARA ENVIO:


provedor.telespectador@rtp.pt
opinioes@rtp.pt
rpublicas@rtp.pt
contacto@siconline.pt
atendimento@sic.pt
leonardoralha@cmjornal.pt
ruipedrovieira@cmjornal.pt
dn@dn.pt
cartas@expresso.impresa.pt
director@expresso.impresa.pt
agenda@tvi24.pt
cidadaoreporter@expresso.impresa.pt
visao@impresa.pt
direccao@cmjornal.pt
geral@cmjornal.pt
internacional@cmjornal.pt
sandralopes@cmjornal.pt
carlaferreira@cmjornal.pt
aesteves@mediacapital.pt
contacto@siconline.pt
tsf@tsf.pt
rui.silva@tsf.pt
paulo.baldaia@tsf.pt
arsenio.reis@tsf.pt
jaimesilva@tsf.pt
mail@rfm.pt
relacoes.exteriores@tvi.pt
armandoestevespereira@cmjornal.pt
octavioribeiro@cmjornal.pt
armandoestevespereira@cmjornal.pt
24horas@24horas.com.pt
acorianooriental@acorianooriental.pt
adega@ctv.es
agenda.porto@rtp.pt
agenda.radiocapital@gmail.com
agenda.tvnet@gmail.com
agenda@destak.pt
agenda@sic.pt
agenda@tsf.pt
agenda@tvi.pt
agendainformacao@rdp.pt
alambi@alambi.net
alvesmara@hotmail.com
amneves@lusa.pt
ana.fernandes@rtp.pt
ana.t.ribeiro@dn.pt
anabela.fernandes@impala.pt
anaf@lusa.pt
andre.rodrigues@rr.pt
antonelli@iol.pt
arlinda.brandao@rtp.pt
arpeixinho@lusa.pt
autofoco@abola.pt
barlavento@mail.telepac.pt
beirastexto@asbeiras.pt
belamonteiro@hotmail.com
berta.d.freitas@rtp.pt
carla.r.amaro@noticiasmagazine.com.pt
carla@mail.eunet.pt
carlacastelo@sic.pt
carlamoita@tsf.pt
carlasantos@mcr.iol.pt
carlatom@mail.expresso.pt
christoph.wiedmer@diala.greenpeace.org
cidalisaguerra@rtp.pt
clara@jn.pt
comarcarganil@net.sapo.pt
cpascoa@lusa.pt
cristina.nascimento@rr.pt
cviegas@destak.pt
diariodaguarda@netvisao.pt
director@diariodominho.pt
editorial@mediacapital.pt
editorial@metroportugal.com
elsa.pascoa@metroportugal.com
etelvina.baia@sado2000.pt
faviana@capitaldomovel.fm
fernandesflp@mail.telepac.pt
fernando.miravent@rtp.pt
geral@cienciapt.net
geral@folioedicoes.com
geral@loures.tv
geral@noticiasdeviseu.com
geral@sado2000.pt
helder.antunes@rtp.pt
helder.franco@rcmafra.net
hugo.f.soares@24horas.com.pt
humberto.lameiras@sado2000.pt
info@noticiasdocentro.net
info@radiocomercial.iol.pt
informacao@radioalgarve.com
informacao@radioviva.com
informacao@rcmafra.net
iolicampos@sol.pt
isemedo@rtp.pt
jbaptista@motorpress.pt
jcsebastiao@jornaldaregiao.pt
jn.portalegre@mail.pt
jornal@diariodoalentejo.pt
jornaldoseixal@gmail.com
jornalnovamorada@gmail.com
jpedro.frazao@rr.pt
jr-editor@mail.expresso.pt
jramos@jn.pt
jtome@destak.pt
jvalmeida@focus-online.net
lisboa@afp.com
lisbon.newsroom@reuters.com
lmadureira@mediafin.pt
lmelo@mediacapital.pt
luciaduarte@about.pt
luisr@edimpresa.pt
magleapress@sapo.pt
mail@rfm.pt
mariadocarmo.torres@gmail.com
mario.santos@impala.pt
marisaantunes@sic.pt
miguel.marujo@metroportugal.com
monicafonseca@about.pt
nacional@lusa.pt
naturlink@naturlink.pt
netmais@netmais.pt
noticiasdoseixal@gmail.com
omirante@omirante.pt
online@sic.pt
paulosantos@correiomanha.pt
pchitas@edimpresa.pt
pedro.garcias@publico.pt
pedrodavid@radiocomercial.iol.pt
pedrolaranjeira@ptpress.info
pedrolaranjeira@ptpress.info
planeta.azul@rtp.pt
pmarme@motorpress.pt
pmartins@mediacapital.pt
popular@esoterica.pt
press@pnn.com.pt
pros.contras@rtp.pt
radio.placard@esoterica.pt
radio@vozdaplanicie.pt
radiocoimbra@sapo.pt
radiomais@netcabo.pt
raquelmartins@mediafin.pt
rbatista@construir.workmedia.pt
rcarvalho@dn.pt
rcrio@lusa.pt
redac@diariocoimbra.pt
redaccao@loures.tv
redaccao@setubalnarede.pt
regimpress.na@netcabo.pt
ricardo.d.lopes@jn.pt
ricardo.garcia@publico.pt
rita.saldanha@rtp.pt
ritaestevao@beijaflornatural.com
ritxardw@yahoo.es
ruichaves@correiomanha.pt
rute.fonseca@tsf.pt
sandra.monteiro@rtp.pt
sandracadeireiro@sic.pt
sandragoncalves@diariodigital.pt
scardoso@destak.pt
sergio.costa@vidaporvida.tv
smaia@lusa.pt
sociedade@dn.pt
sonia.lamy@metroportugal.com
srepresas@economicasgps.com
susanalucio@sabado.cofina.pt
tanianascimento@about.pt
tb@domdigital.pt
terra@publico.pt
tf@mediafin.pt
tuning@motorpress.pt
vera.mariano@sado2000.pt
visao@edimpresa.pt
vproenca@lusa.pt




THE FOLLOWING TEXT IS FOR PORTUGUESE READERS ONLY (IT IS A LETTER TO SEND TO PORTUGUESE N.G.O.s TO ASK THEM TO INTERFERE AGAINST HUNGER IN AFRICA. OF COURSE, YOU MAY NOT UNDERSTAND THE TEXT, BUT YOU CAN ALLWAYS SEND IT.



TAMBÉM PODEMOS FAZER UMA OUTRA COISA: PROPÔR A VÁRIAS ASSOCIAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS PORTUGUESAS QUE FAÇAM ALGUMA COISA PARA AJUDAR E QUE ATÉ PODE SER SIMPLES, COMO VÃO PERCEBER SE LEREM A CARTA A SEGUIR. SE TODOS PROPOSERMOS, SE TODOS FIZERMOS QUESTÃO DE DIZER QUE NOS IMPORTAMOS COM A FOME NO CHAMADO CORNO DE ÁFRICA, PODE SER QUE NOS OIÇAM. BASTA COPIAR/COLAR E ENVIAR ESTA CARTA/E-MAIL PARA OS CONTACTOS QUE APARECEM SEGUIDAMENTE Á CARTA. A QUEM COLABORAR: MUITO OBRIGADA.

CARTA SÓ PARA OS MEMBROS DO WARRIORS QUE SEJAM PORTUGUESES:



Exmos (as) senhores (as):

Enquanto que aqui na terra da abundância, que é o mundo ocidental, apesar de todas as crises, se deita comida for a (inclusive antes de ser adquirida nos supermercados, porque é tanta a fartura que muita comida vai para o lixo intocada…), noutros países como a SOMÁLIA, A ETIÓPIA, NIGER, QUÉNIA E OUTROS DO CORNO DE ÁFRICA, morre-se de fome literalmente. África é sempre esquecida…apesar de tantos discursos bonitos sobre o não racismo, ele prevalence até nos piores momentos…não existe para mim outra explicação para esta negligence e indolence do mundo perante gente a MORRER DE FOME.
Por muito que se fale em crise é um facto que ela não atinge toda a gente e há quem tenha receitas fabulosas ou confortavéis mesmo em época de crise.

Muitos dos países da cdrise já recusaram ajudar por aí além porque estão em crise, Bustamante e daqui é provável que não se passe.

Infelizmente nem grandes estrelas de futebol que facturam tanto dinheiro ao Segundo…nem grandes empresários (que preferem gastar rios de dinheiro num carro de luxo do que ajudar qualquer causa…) nem aqueles que mais poluem e nada dão em troca ao mundo: NINGUÉM NUNCA FAZ NADA POR NINGUÉM A NÃO SER OS QUE TAMBÉM SÃO POBRES MAS DÃO DO POUCO QUE TÊEM MAIS DO QUE OS RICOS DÃO DO MUITO QUE TÊEM! EU VENHO FAZER UMA PROPOSTA QUE NEM É DIFICIL DE CONCRETIZAR:

1º Envolver várias entidades habituadas quer ao voluntariado quer a operações logisticas de grande envergadura, a que, articulates e em colaboração, recolham alimentos não perecivéis para envio àquela parte do mundo, mais uma vez pela mão de quem está habituado a estas andanças como é o caso da AMI e A ASSOCIAÇÃO MÉDICOS DO MUNDO MAIS A LEIGOS PARA O DESENVOLVIMENTO.

2º Requerer a colaboração e nobreza de quem pode melhor ajudar por ter uma posição social mais elevada (pessoas colectivas) mais visibilidade e influência e mais recursos: é o caso dos hospitais e clinicas privadas, já que o serviço national de saúde, pelo contrário sofre constantes cortes no orçamento. Estas unidades de saúde privadas podem pelo menos contribuir com medicamentos e suplementos essenciais a uma situação limite da sobrevivência. Mas também as grandes superficies (para, pelo banco alimentar recolherem uma «carga especial para o NIGER»), os grandes industriais e as estrelas do futebol que ganham por Segundo que, meio a brincar, se pode dizer que daria, toda a sua fortuna para comprar o país em si. Ninguém tem boa imagem dessas estrelas que vivem em abundância como ilhass rodeadas de miséria. Logo é, uma oportunidade de reabilitação da sua imagem.

ARTICULAÇÃO:


1º : BANCO ALIMENTAR: «Operação especial NIGER»: basta que se dê esse toque á comunicação social para sensibilizar o público através de uma maior frequência na abordagem da situação calamitosa que por lá se vive. E isso eu também vou tentar.

2º: O PROCESSO DE RECOLHA SERIA O MESMO ADOPTADO DESDE SEMPRE PELO BANCO ALIMENTAR COM A COLABORAÇÃO DOS ESCUTEIROS QUE TAMBÉM SERIAM CONTACTADOS.

3º BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS PODERIAM ABRIR AS PORTAS DO QUARTEL Á RECEPÇÃO QUER DOS BENS DE 1ª NECESSIDADE NÃO PERECIVÉIS QUER DOS MEDICAMENTOS QUE SE ESPERA , SEJAM OFERECIDOS PELAS UNIDADES DE SAÚDE PRIVADAS COMO O GRUPO MELLO POR EXEMPLO.

4º PEDIR Á AMI E A ASSOCIAÇÃO MÉDICOS DO MUNDO E LEIGOS PARA O DESENVOLVIMENTO PARA LEVAREM TUDO ISTO AO NIGER COM A AJUDA DE RECURSOS DA ONU QUE TAMBÉM SERIA CONTACTADA E SE DEUS QUISER VAI SER.

5º CONTACTAR A COMUNICAÇÃO SOCIAL (ANTES DESTA MISSÃO: PARA A PUBLICITAR DE MODO A QUE HAJA A CONTRIBUIÇÃO DE TODOS) E DEPOIS PARA SEGUIR O CURSO DO PROJECTO E CONTACTAR E CONVIDAR ASSOCIAÇÕES E ENTIDADES HOMÓLOGAS OU CONGÉNERES NO ESTRANGEIRO.


ACREDITAR É O 1º PASSO PARA SE CONSEGUIR ALGUMA COISA…NÃO PARTAMOS DERROTADOS.


OBRIGADA.




CONTACTOS PARA ENVIO DA PROPOSTA (É SÓ COPIAR/COLAR E ENVIAR):

fundacao.ami@ami.org.pt
mdmp-lisboa@medicosdomundo.pt
ongd.leigos@gmail.com
geral@aep.pt
Geral@APBV.org
info@aip.pt
fil.norte@aip.pt
aip@aip.pt








This one is a game / este é um jogo que ao jogar se dá arroz: http://freerice.com/#/english-vocabulary/1543
Selling on e-bay gives money to fight hunger too / vender no e-bay também pode dar dinheiro contra a fome:
http://pages.ebay.com/help/sell/selling-nonprofit.html#about

CLIC HERE FOR BOB MARLEY'S DONATION SITE / CLIC AQUI PARA O SITE DE AJUDA DO BOB MARLEY: